Como manter os pets sem estresse durante a mudança

​​​​​​Até os amiguinhos peludos podem considerar uma mudança estressante. Proteja seus pets de incômodos desnecessários seguindo alguns passos importantes antes, durante e depois da chegada à casa nova!

​O caos que vem com uma mudança de casa já é difícil para os humanos, então não é surpresa que os pets, que não entendem o que está acontecendo, fiquem estressados ao verem seu mundo colocado em caixas. Mas você pode tomar algumas medidas para minimizar a tensão  relacionada à mudança e amenizar o sofrimento físico e emocional de todos na família, incluindo os membros de quatro patas.


Antes da mudança

Lidar com alguns detalhes e deixar seu pet no estado mental certo pode fazer toda a diferença no sucesso da sua mudança. Aqui estão algumas dicas para preparar seus gatos e cachorros para o evento:

  • Certifique-se que as etiquetas de identificação dos seus pets estejam com seus dados de contato atualizados. Se eles não tiverem microchips, converse com o veterinário sobre colocá-los. Quando seu endereço for alterado permanentemente, atualize as informações novamente.
  • Acostume seus pets às suas caixas de transporte. Assim, elas não serão uma novidade tão grande no dia da mudança. Mantenha as caixas em um lugar acessível na sua casa, para que seus pets possam dormir, brincar ou comer por perto. Associar as caixas à uma experiência positiva vai diminuir aquele medo de "onde estou indo?".
  • Leve os pets para passeios curtos de carro nas caixas, principalmente se eles ainda não estiverem acostumados. Se possível, visite a nova casa com o pet para que ela já seja familiar no dia da mudança. Em seguida, dê guloseimas e bastante carinho, para associar o passeio a um sentimento positivo. 
  • Se seus pets ficam enjoados facilmente, converse com o veterinário com antecedência para providenciar um medicamento para náusea e algumas orientações também. Considere renovar ou fazer um seguro pet, porque se houver alguma emergência com seu gato ou cachorro durante a mudança, a última coisa que você quer é ter que se preocupar com uma conta cara do seu veterinário. O seguro pet permite que se concentre em ajudar seu amigo peludo a se recuperar, em sem se estressar com as contas médicas.​

Dica profissional: se você precisar de acomodações para antes da mudança, procure hotéis pet friendly e outros locais que atendam animais e humanos.


No grande dia

É fácil ignorar as necessidades dos seus pets com tanta coisa acontecendo. Tome essas medidas para manter seus amigos peludos e seu bem-estar em mente no dia da mudança:

  • Se possível, leve os pets para a casa de um amigo ou familiar, onde eles ficarão mais confortáveis. Caso contrário, deixe-os em uma sala silenciosa, com as portas fechadas. Coloque os suprimentos necessários, como comida, água, brinquedos e uma caixa de areia ou jornal/tapete higiênico. Coloque um sinal na porta para que os trabalhadores e moradores saibam quem está ali dentro.
  • Mantenha a rotina normal dos seus pets o máximo possível. Coloque alarmes para lembrar de alimentá-los e levá-los para passear.
  • Durante a mudança, mantenha os pets nas caixas e coleiras o tempo todo, por motivos de segurança (deles e de quem está mudando).

Dica profissional: uma sacola com coisas para seu pet pode ajudar na viagem. Certifique-se de incluir medicamentos, documentos de saúde, comida, guloseimas, coleiras e saquinhos para coletar as necessidades.


Depois da mudança

Um período de ajuste para os pets é normal depois de grandes eventos como uma mudança. Nos dias e semanas depois de se mudar, preste atenção nas necessidades e na saúde dos seus pets.

Permita que os pets explorem com segurança a sua nova casa. Para gatos, normalmente é uma boa ideia começar aos poucos, deixando ele entrar em uma sala por vez e abrindo o restante da casa ao longo dos dias seguintes. Pode ajudá-los a se ambientar se virem itens familiares na nova casa.

Além disso, fique atento a manifestações físicas de estresse nos animais. Os sinais são parecidos em gatos e cachorros, e incluem diminuição do apetite, sono excessivo, problemas digestivos, evacuação inapropriada (dentro de casa), e agressividade com outros animais ou pessoas. Converse com o veterinário se esses ou algum outro sintoma incomum aparecer.

Tendo o cuidado de considerar as necessidades de todos, você e seus pets logo poderão aproveitar a vida na nova casa como uma grande, feliz e peluda família.​