Dano no para-brisa: consertar ou substituir?

​​​​​Rachaduras e lascas podem se espalhar rapidamente, tornando o seu para-brisa um perigo real. Descubra se você mesmo pode resolver o problema ou se irá precisar de ajuda profissional.

O simples toque de uma pedra no para-brisa é suficiente para fazer qualquer motorista perder o fôlego e estremecer, procurando por rachaduras. Este item é um componente essencial do veículo: além do impacto na visibilidade enquanto você dirige, ele também ajuda a impedir que o teto amasse em um acidente. Por isso, qualquer lasca ou rachadura é mais do que um simples incômodo, é um problema de estrutura e segurança. Felizmente, muitos danos são fáceis e baratos de resolver, principalmente se você fizer isso com antecedência.

Quando e porque reparar ou substituir a peça

É ilegal dirigir com um para-brisa rachado ou quebrado. Segundo o CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), trafegar com o para-brisa trincado ou rachado na área dos limpadores é uma infração grave, pode render 5 pontos da carteira e multa de R$ 195,23.
 
Mas, independente de estar em risco de levar multa, é melhor consertar lascas e rachaduras assim que possível. Dias muito frios ou muito quentes, luz do sol direta, vibração do fechar das portas, ou até buracos na rua podem transformar uma pequena lasca em uma rachadura que rapidamente se espalha pelo vidro.

Conserte sozinho ou contrate um especialista

Se você tem uma pequena lasca no vidro, normalmente é melhor você mesmo consertar assim que ela aparecer. Isso vai ajudar a evitar que ela se espalhe e vire um dano maior que exija substituição completa. 

Kits de reparo normalmente custam entre R$ 40 e R$ 60. Esses kits incluem um dispositivo como uma seringa que usa sucção para puxar o ar da trinca e encher com resina. Normalmente, o conserto demora cerca de meia hora, mais o tempo para a resina secar.

Claro que você pode levar o carro para um profissional, que deve levar menos de uma hora para fazer o reparo. Normalmente, o serviço pode custar de R$ 50 a R$ 120, variando conforme o veículo, o tamanho da rachadura e a região da oficina. É possível conseguir o reparo de graça e evitar um gasto maior mais tarde dependendo da sua apólice de seguro e de como ocorreu o dano.

Quando deixar o reparo nas mãos de profissionais

Enquanto os kits de reparo dão conta de danos pequenos, é melhor deixar uma substituição completa com os profissionais. - O custo da substituição do para-brisa vai depender do ano, marca e modelo do seu carro, bem como do lugar onde mora, variando de R$ 250 até R$ 5 mil (nos casos de carros de luxo). 

O ideal é verificar se a oficina tem certificação, se os materiais usados estão de acordo com as normas, o tipo de garantia que oferece, e em quanto tempo depois da troca você vai poder dirigir o seu carro. O tempo necessário para os adesivos secarem pode variar de acordo com a umidade e a elevação.

Dica profissional: para melhorar a visibilidade em dias de chuva, você pode aplicar repelentes de água na superfície do para-brisa. O ideal é aplicar com o vidro seco, por isso é bom se planejar com um pouco de antecedência.


Você não consegue fugir completamente do risco de que detritos da estrada danifiquem seu para-brisa, mas fazendo uma boa limpeza e reparos regularmente, você o manterá limpo e sólido.


​​​