Quatro dicas para andar de bicicleta na cidade sem estresse

​A ideia já passou pela sua cabeça algumas vezes: trocar o carro ou o transporte público pela liberdade e agilidade de uma bicicleta, mas, numa grande cidade, questões como a segurança no trânsito e o tipo de bike a se escolher, deixam você com muitas dúvidas. É verdade que é preciso se adaptar e aceitar que tudo muda quando você se desloca com uma bicicleta, porém, os ganhos para sua qualidade de vida e o meio-ambiente são inestimáveis. Veja aqui algumas dicas para tornar esse projeto em realidade.

​Escolha a bicicleta ideal para você

Qual o seu projeto como ciclista? Se a ideia é utilizar a bike para trabalhar, combinando com o transporte público, uma bicicleta dobrável pode ser o ideal para você. Se o que busca  é andar nas ciclofaixas no final de semana, uma bicicleta híbrida, com pneu misto pode ser o ideal. Uma mountain bike também circula bem na cidade e abre a possibilidade de enfrentar trilhas nos finais de semana.

Frequente grupos de pedal e bicicletarias

Essa é uma dica do Alex Gomes, autor do Guia do Ciclista Urbano (Editora Scortecci). Se você quer começar a pedalar, a melhor forma é se aproximar de quem já faz isso. As bicicletarias que vendem ou reparam bicicletas são ótimos pontos de referência. Neles você pode se informar, inclusive, sobre grupos de pedal que se encontram alguns dias da semana para pedalar. Não só eles protegem e ajudam os iniciantes, como pode ser um ótimo lugar para se fazer amigos. Experimente!

Estude bem o percurso

Se a ideia é pedalar de casa até o trabalho, estude bem o percurso antes de começar. Escolha os trechos de ciclovia e procure as ruas menos movimentadas para circular. Uma boa ideia é usar uma manhã de domingo para fazer seus primeiros testes. Vá se adaptando e encontrando alternativas até desenhar o percurso ideal. Se precisar de ajuda, contate o Bike Anjo, um grupo de ciclistas mais experientes que ajudam quem está começando a descobrir o melhor percurso.

Cuide bem da própria segurança

Em uma bicicleta você está muito mais vulnerável do que em um carro. Use sempre capacete e roupas de cores claras ou fluorescentes para ser visto pelos motoristas, e nunca saia sem equipamentos de segurança adequados como capacete e joelheiras. Vale a pena também investir em melhorias de segurança para a sua bicicleta, colocando luzes nas rodas e até mesmo um farol próprio para bicicletas, caso você pedale à noite. Para a hora de estacionar a bicicleta, invista também em uma boa tranca, e prefira lugares que tenham bicicletários  – a boa notícia é que cada vez mais estabelecimentos têm investido neles.