Quatro truques para lidar com crianças que não gostam de comer

​Medo, choro e negociação: para muitas famílias, a hora da refeição pode se tornar uma luta diária entre os pequenos e os alimentos que eles se recusam a provar. Porém, essa fase de introdução alimentar é extremamente importante para o desenvolvimento de bons hábitos, e cabe aos pais ajudá-los a passar por essa etapa de maneira natural. Por isso, separamos algumas dicas para transformar essa batalha em um momento divertido e estimular as crianças a comerem de tudo.

1. Leve-os para as compras

Aproveite a ida ao supermercado ou hortifruti para despertar a curiosidade das crianças pelos alimentos. Incentive que elas sintam o aroma e percebam a textura das diferentes frutas, verduras e legumes. Ensine a escolher produtos, ler rótulos e não deixe de falar sobre a importância de uma alimentação saudável e balanceada.


2. Cozinhem juntos

Que tal separar um dia da semana para contar com a ajuda do filho na cozinha? Comece por atividades simples como montar a lancheira, lavar frutas e verduras, e aos poucos vá acrescentando processos mais elaborados, conforme a idade dos seus filhos. Ao envolver as crianças no preparo das refeições você cria oportunidades para que elas aprendam sobre os alimentos e experimentem de tudo.


3. Ofereça o alimento em apresentações diferentes

Evite esconder nos cantos do prato ou embaixo do arroz aqueles alimentos que seu filho rejeita. A criança precisa experimentar até dez vezes um mesmo alimento para definir se gosta ou não dele. O segredo é variar as formas de apresentação: fazendo um suco, e até mesmo um bolo, ao invés de cortar a fruta ou o legume em cubinhos, por exemplo. Use a criatividade e desperte a imaginação ao incrementar o visual dos pratos - o simples fato de ter uma carinha desenhada com os alimentos pode sim ajudar a aguçar o paladar dos pequenos!


4. Faça das refeições momentos em família

Um estudo realizado pela Universidade de Harvard descobriu que crianças que fazem refeições em família costumam consumir mais nutrientes de frutas e vegetais, além de apresentarem índices menores de obesidade. Por isso, sentar-se à mesa para tomar café da manhã, almoçar ou jantar com os pequenos é tão importante. E lembre-se de que esse é o momento de dar o exemplo! Se você quer que seu filho ou filha coma mais legumes e vegetais esses alimentos também precisam estar no seu prato. 

Por fim, converse com os seus filhos sobre os benefícios de se alimentar bem e sempre reconheça e elogie cada vez que ele ingerir um novo alimento. Atitudes como essas incentivam eles a continuar experimentando.