Ela venceu o medo de recomeçar e hoje sua oficina é referência nacional

​​​​​​​Toda crise é uma oportunidade de crescimento, seja ele profissional ou pessoal. A empreendedora Vanessa Martins, sócia da Oficina Automotiva Torigoe, em São Paulo, aprendeu isso na prática. Hoje, a oficina, que ela administra com o marido Sérgio Torigoe, é referência em sustentabilidade e já foi matéria de revista e jornal. Mas o que trouxe os dois até aqui foi muita resiliência, superação e criatividade.

O empreendedorismo não estava nos planos de Vanessa, que atuava no mercado de nutrição clínica. O que a motivou foi uma crise. A oficina automotiva do marido sofreu uma ação trabalhista e ela passou a ajudá-lo a gerenciar o negócio. “No começo, ele foi resistente: ‘Você é nutricionista, dizia’“, conta. Mas ela acabou convencendo o parceiro e passou a assumir a parte administrativa da Torigoe, enquanto o marido, engenheiro, se manteve responsável pelas questões técnicas.

O começo não foi fácil. Mas, aos poucos, a empreendedora se familiarizou com o cenário econômico e a rotina e começou a dar seu toque no negócio. “Fui colocando uma florzinha aqui, um tapetinho ali. E a gente foi percebendo que a minha vinda começou a atrair o público feminino para a oficina”.​

“Eu tinha todos os motivos para desistir, e decidi recomeçar.”

Com uma clientela fiel e uma equipe competente e unida, tudo ia bem na Torigoe até que, em 2012, veio a segunda crise. A oficina se deparou com uma série de denúncias de um vizinho insatisfeito e, depois de 15 anos no mesmo endereço, teve que se mudar para um espaço provisório – um galpão cedido por um cliente amigo.

“Alguns clientes entenderam, outros não”, relembra a empreendedora, que sofreu uma queda de 60% no faturamento devido às mudanças. Mas foi nessa crise que Vanessa viu a chance de fazer a diferença. Depois de muito estudo e pesquisa, a empreendedora decidiu investir em sustentabilidade.

Algumas práticas sustentáveis, como o descarte correto dos resíduos, são exigidas por lei para oficinas automotivas, mas a Torigoe foi muito além. “Não queria ser conhecida só por reaproveitar água ou por aproveitar a luz do sol. Buscava o meu diferencial”. ​

O esforço de Vanessa valeu a pena: a Torigoe é referência em sustentabilidade no Brasil e já foi case de cursos, palestras e matérias em revista e jornal. Desde os uniformes dos funcionários, feitos de pneu reciclado, até a lavagem de peças feita com microrganismos vivos que transformam graxa em água, tudo o que é feito na oficina é planejado a partir da sustentabilidade ambiental, econômica e social do negócio. Todas essas práticas permitem uma economia de até 70% nos gastos da empresa.

Além de economizar energia e reutilizar materiais, valorizar o comércio local também é uma prioridade na oficina. Sempre que pode, Vanessa busca fornecedores que são pequenos empreendedores e, muitas vezes, os próprios clientes da empresa. As latas de tinta que pintaram as paredes da oficina foram dadas em troca de manutenção de automóveis, e as telhas também vieram de um cliente. Mas não é só ela que abraça a causa sustentável na Torigoe: “Sempre envolvi todos os meus colaboradores”. Todos colocam a mão na massa e se engajam nas ações da oficina, que organiza check-ups solidários e já construiu um parquinho infantil reutilizando pneus.

Depois de sustos e apertos, a empreendedora pode dizer, com orgulho, que a Torigoe cresce ano após ano. Todo o esforço e a persistência de Vanessa e Sérgio são recompensados hoje em cada elogio que eles recebem de clientes e fornecedores. “Antes de tudo, é preciso acreditar em você mesmo e na sua ideia. E perca o medo de errar: recomeçar quantas vezes quiser é possível”, diz Vanessa, com a sabedoria de quem já precisou recomeçar muitas vezes.​​​​​