Oito dicas para ser mais sustentável e econômico na volta às aulas

​Foi-se o tempo em que se comprava todo o material escolar novo a cada ano. Hoje em dia, a ordem é ser sustentável, fazendo escolhas duráveis e reaproveitando o que ainda estiver bom do ano que passou. Isso sem contar com a economia que pode gerar.

Em um período do ano que concentra tantas contas, um gasto a menos é sempre bem-vindo. Veja essas dicas para fazer junto com seus filhos, e aproveite para falar sobre os impactos que nossas escolhas têm no meio-ambiente.

1. Caderno dois em um

Se menos de um terço de um caderno espiral tiver sido utilizado no ano anterior, vale retirar as folhas antigas e reutilizá-lo nesse novo ano. Se o uso foi intenso e só sobrou menos da metade do caderno, junte dois cadernos na mesma situação para fazer um novo. Como? Abrindo o arame da espiral e juntando as folhas em um único volume. Use um alicate se tiver dificuldade para abrir e fechar o arame.

2. Dê cara nova aos cadernos

Os cadernos recuperados do ano anterior podem virar novos  se tiverem novas capas. Para isso, use papel adesivo para recobri-las. Se quiser deixá-lo ainda mais personalizado,  cole adesivos ou recortes de revista por baixo de uma cobertura transparente. Seu filho pode participar de todo o processo e escolher que imagens terá nos seus cadernos, que serão únicos e exclusivos.

3. Fale sobre o ciclo do lápis

A fabricação de um lápis de madeira começa 20 anos antes, quando é plantada a árvore que será usada na sua fabricação. São muitos anos de espera, enfrentando chuva e sol para que o eucalipto fique pronto para virar lápis. Lembre a seu filho que não seria justo, nem ecológico, jogar o lápis fora porque está meio apontado ou descascado. Se for o caso, providencie uma “oficina de recuperação” de lápis para o novo ano, recobrindo-os com papel adesivo.

4. Aumente a variedade dos lápis de cor

Os artistas não costumam jogar fora materiais antigos quando compram novos. Pelo contrário, aumentam a variedade de material incluindo itens novos à velha coleção. A mesma ideia pode ser passada ao seu filho. Em vez de comprar uma caixa nova com inúmeras cores repetidas, que tal escolher apenas cores novas que ele ainda não tenha? 

5. Recupere os gizes de cera quebrados

Não há nada a fazer com as pontas de giz cera quebrado, não é? Engano seu. Levadas ao forno, elas podem virar novos lápis em dois tempos. Como? Separando por cores, quebrando em pedaços menores e levando tudo ao forno por 30 minutos em uma forma de silicone para cupcakes (use um espaço para cada cor). Desligue o forno quando já tiverem endurecido novamente e deixe esfriar. Depois é só desenformar lápis de cera novos (e muito diferentes) para os pequenos.

6. Mochilas e estojos para o conserto

Mochilas e estojos costumam ser os itens mais caros do material escolar. Por isso vale a pena fazer uma inspeção naqueles que seu filho utilizou no ano anterior e, sendo o caso, mandá-las para o conserto com a costureira ou o sapateiro. Se o problema é um rombo ou uma mancha de canetinha herdada de outro ano letivo, aposte em etiquetas bordadas com personagens ou bichinhos. Converse com o profissional para estudar alternativas.

7. Dê um banho nas borrachas

A mais suja das borrachas fica como nova depois de um bom banho de álcool. Essa é uma técnica que dá muito certo com as borrachas plásticas. Borrachas macias podem ter as partes sujas “apagadas” simplesmente utilizando uma folha limpa ou a parte dura de uma esponja seca de cozinha. 

8. Ensine seu filho a preservar os materiais

Lembre seu filho que cuidado com o material escolar é também uma forma de ser ecológico e sustentável. Canetinhas e colas precisam ser tampadas assim que forem usadas para que não ressequem. Réguas e esquadros não quebram se guardados dentro de cadernos ou pastas. Compassos e tesouras duram mais se forem guardados dentro de um estojo. 

Viu como é simples? Seu bolso (e o planeta) agradecem pelo cuidado.