O guia simples para navegar na internet com segurança

​Antes de sair de casa, você verifica se fechou bem a porta. Quando sai do carro, não se esquece de ligar o alarme. Mas será que você está cuidando bem da sua segurança online? Será que toma os mesmos cuidados quando usa o celular ou o computador?

No mês em que se comemora o Dia da Internet Segura, fizemos um guia rápido. Tudo para você navegar como e onde quiser com a consciência tranquila.

1. Atualize sempre

Uma falha no sistema não corrigida será a primeira porta que um hacker ou um software mal-intencionado procurará para entrar. Por isso, automatize as atualizações do sistema operacional e do antivírus que você utiliza. Jamais bloqueie as atualizações porque estão deixando a máquina mais lenta. Ter o sistema atualizado é a melhor forma de estar protegido dos ataques cibernéticos. 

2. Não instale softwares suspeitos

Achou na internet um software gratuito que oferece justo o que você está procurando? Cuidado. Pode ser uma armadilha. Pesquise no Google sobre aquele site e só confie se houver muitas avaliações positivas a respeito. 

3. Bloqueie pop-ups

Janelas pop-ups são aquelas que aparecem sem ser convidadas toda vez que você abre um site. Evite esse incômodo escolhendo a opção “bloquear pop-ups” no seu navegador. Não só é mais cômodo, como você evita que eles instalem softwares não autorizados no seu computador. 

4. Não aceite amizade de todo mundo

Por mais sociável que você seja, evite aceitar a amizade de qualquer pessoa nas redes sociais. Desconfie, principalmente, daquelas pessoas que não tem nenhum amigo em comum com você. Podem ser perfis falsos, usados para manipular a opinião na rede, ou alguém mal-intencionado. Menos informação compartilhada é mais segurança na rede. Oriente também seus filhos quanto a isso.

5. Cuidado com links no Twitter e no Facebook

Desconfie também de links com notícias sensacionalistas ou vídeos com títulos muito chamativos nas redes sociais. Podem ser notícias e vídeos falsos, feitos apenas para enganar as pessoas. Muitos deles levam a sites capazes de instalar softwares maliciosos ou espalhar vírus entre os seus contatos. 

6. Use o computador para operações mais perigosas

Os bancos têm desenvolvido apps específicos para que você acesse sua conta do computador ou do celular. Confie apenas neles. Cópias idênticas de sites podem ser criadas apenas para roubar os dados da sua conta e sua senha. Para transações que envolvem cartão de crédito, prefira fazê-las no computador. O celular é ainda mais vulnerável ao ataque dos hackers. 

7. Wi-fi público

Como redes públicas nem sempre são protegidas, as informações que você trocar durante a conexão podem ser vistas por outros que estejam utilizando a mesma rede. Evite informar senhas, dar dados de cartão de crédito e trocar fotos e vídeos que não gostaria que fossem vistos por outras pessoas nesses momentos.

8. Não armazene senhas no seu navegador

Por último, mas não menos importante, evite armazenar senhas no seu navegador. E jamais autorize o browser a registrar os dados do seu cartão de crédito para futuras compras.  Essa dica é especialmente importante quando você utiliza um computador público ou compartilha a máquina com mais pessoas. Nesse caso, lembre-se de se deslogar do seu e-mail, redes sociais e da página do banco todas as vezes em que for sair do computador. 

Seguindo essas simples regras, você diminui a chance de ser pego de surpresa por um invasor. Não descuide delas no seu dia a dia.