Seu cachorro pode estar sentindo frio: conheça os sinais

Nos dias frios, a vontade de vestir roupas bem quentes e aproveitar o melhor do aconchego do lar vem com força. Mas será que todos os membros da família estão prontos para as baixas temperaturas? Seu pet, apesar de peludo, pode estar precisando de reforço nos cuidados. Veja aqui os sinais de que ele pode estar sentindo frio.

Pelos curtos

Os cachorros são animais de sangue quente, como nós. Quando as temperaturas externas são menores, eles sentem frio sim. Uns mais, outros menos, dependendo da pelagem. Raças de regiões de clima frio, como o Husky Siberiano ou o São Bernardo, aguentam bem mais as temperaturas baixas. Outras, de pelo curto, como o Fox Paulistinha ou o Labrador, precisam de um "casaquinho", ou seja, roupinhas de lã, soft ou outros materiais quentes que mantenham o corpo aquecido nos dias mais frios.

 

Tremedeira

Durante o passeio, se o cãozinho começa a tremer de forma inesperada, é sinal claro de que está sentindo frio. Vale tanto reforçar a roupinha na hora de passear quanto preferir passeios em locais fechados, mais aquecidos. Outra dica é não alongar a voltinha. Saiu, esticou as pernas, fez as necessidades? Hora de voltar para o quentinho do lar.

 

Encolhido em um canto

Bichinho encolhido em um canto? O frio pode ser o responsável. Dê a ele um ou mais cobertorzinhos para que possa se aquecer. Se o cão dorme em uma área externa ou em um cômodo mais frio da casa, veja se ele está protegido da chuva e de correntes de ar. Casinhas devem ficar com a porta voltada para uma parede (para evitar receber correntes diretas de ar) e ter muitos cobertorzinhos para que ele possa se aquecer.

 

Diminuição no ritmo

Aquele seu bichinho agitado e cheio de vida parece estar em câmera lenta? Respira e se move lentamente? Embora esse seja um sinal mais raro, pode significar claramente a falta de aquecimento adequado. Na dúvida, reforce o aquecimento. Se ele ficar mais ativo, era mesmo frio o que estava sentindo.